A Romantização e Banalização de Doenças Psiquiátricas

Não é de hoje que se vê a romantização, glamourização e banalização de doenças psiquiátricas. Acho que a primeira vez que vi isso foi no tumblr, em meados de 2011, onde todo usuário se dizia “bipolar” por motivos completamente esdrúxulos. Porque acordava mal-humorado, e quando chegava na metade do dia, estava mais animado. Porque estava super bem, e algo acontecia, e se tornava irritado. Porque quando estava em lugar x era feliz, mas quando ia para lugar y, se sentia mal. Porque não conseguia entender seus próprios sentimentos, e entrava em contradição diversas vezes. Enfim. Vale lembrar que o tumblr era (é?) composto basicamente por images-cms-image-000353618adolescentes e pré-adolescentes – ou seja, pessoas que passavam por alterações hormonais gigantescas (que é basicamente o que puberdade significa) que influenciam diretamente no humor, comportamento e personalidade da pessoa. Além disso, estavam numa fase em que a pessoa está se descobrindo – entrar em…

Ver o post original 2.240 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s