Tangerinas, de Zaza Urushadze

Palavras de Cinema

O velho homem não consegue explicar ao certo por que decidiu ficar, à contramão de muita gente que preferiu ir embora da região em guerra, na Geórgia dos anos 90. Não consegue explicar sua relação com a terra, nesse local perdido de Tangerinas: de forma estranha, ele pode amar e odiar tudo com a mesma intensidade.

O protagonista é Ivo (Lembit Ulfsak). Seu jeito não deixa mentir: é pacato e nada quer com a guerra. Deseja apenas seguir vivendo, com o trabalho, ao cortar a madeira e dar a ela outra forma – enquanto o vizinho e amigo planta as tangerinas do título.

Tangerines

O problema é que a guerra corre do lado de fora. É imprevisível, nunca avisa quando vai explodir. Para piorar, dois homens – um georgiano e um checheno – terminam dentro de sua casa, machucados, aos seus cuidados.

Para Ivo, pouco importa o lado desses guerreiros:…

Ver o post original 379 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s